domingo, 31 de maio de 2015

DIGA NÃO À FOFOCA!


Fale coisas boas dos outros. Fale mal de você mesmo e veja se é bom.

Abraços,

A FÉ RESIDE DENTRO DA GENTE.


Por isso, não importa se você é seguidor de alguma religião, vai à Igreja, ao Templo Budista, Terreiro ou qualquer outro local de culto. O importante é o que existe dentro de você. Se houver amor, gratidão e caridade, o dever de casa é feito todos os dias.

Beijos,

Sr. Gentileza

quinta-feira, 28 de maio de 2015

29 de Maio - Dia Nacional da Gentileza. Comemorem e pratiquem!



Não é somente hoje que devemos praticar Gentileza. Esse dia é para chamar a atenção para os desmandos do homem, a falta de respeito e cordialidade. 

Não é gentil? Comece hoje! 

Acredite que pode mudar sua vida e de outras pessoas.

Abraços,

#SrGentileza

sexta-feira, 22 de maio de 2015

quarta-feira, 20 de maio de 2015

PALESTRA ‪#‎GENTILEZA‬ E ‪#‎AMOR‬


Eu estarei em qualquer lugar que me convidarem. Não escolho cidade, público, empresa rica, pobre, instituição beneficente, ong, etc... A Gentileza deve estar acessível a todos!
Estive no Centro de Estudos Allan Kardec na cidade de Lorena - interior de SP e pude compartilhar com os presentes a importância dos atos gentis e valores humanos na sociedade. 
Com certeza encontrei muito amor por lá! 
Emoticon smile

Deixo aqui meus sinceros agradecimentos a todos que me escutaram, me prestigiaram e acreditam na força do bem.


Abraços,

Sr. Gentileza

Existe um Deus que é Gentileza pura!

terça-feira, 19 de maio de 2015

Seja gentil independente de qualquer coisa...


Seja gentil em todos os momentos por mais difícil que seja e com quem menos merecer. Lembre-se: são as pessoas grosseiras que mais precisam de você!

Abraços,

Sr. Gentileza

quinta-feira, 7 de maio de 2015

Artigo: Gentileza no dia a dia - Luiz Gabriel Tiago * Sr. Gentileza.

Ser gentil deveria ser um mandamento em nossa sociedade, que exige cada vez mais nosso bom comportamento e valores de vida. Nem percebemos o quanto somos cobrados todos os dias de diversas formas – precisamos agir corretamente, não fazer o mal, trabalhar, se esforçar, ganhar dinheiro, educar bem os filhos, etc.
As cobranças vêm de todos os lados, dos colegas de trabalho, pais, professores, amigos, enfim. Precisamos nos preocupar com o quê vão pensar ou dizer da gente, como se nossa vida fosse medida pelas aparências ou opiniões alheias, parecendo que as pessoas não fazem nada de mais importante do que cuidar do que não lhe pertence.
Admiro pessoas que são bem resolvidas e não estão nem um pouco preocupadas com o que os outros pensam. De qualquer forma, agem e têm uma conduta sempre reta e têm a consciência tranquila. Isso é muito importante: estar em dia com o espírito e consciente de seus atos.
Para mim, o principal nisso tudo é estar em paz com a consciência e ter o sentimento de dever realmente cumprido. E quais seriam realmente esses deveres que proporcionam a paz espiritual?
Posso elencar tantas coisas e ao mesmo tempo você não se encaixar em nenhuma delas, pois só nós sabemos o que se passa aqui dentro (da alma). Só eu posso saber o que me aflige, me faz mal ou agride. Mas preciso saber também o que preciso fazer para ser feliz, principalmente quando mergulhamos lá dentro de nós mesmos. O limite pessoal pertence a gente e é intransferível!

ATOS GENTIS: SABER RESPEITAR

Quando digo que a gentileza deve estar presente no dia-a-dia, digo que atos gentis, por menores que sejam, podem transformar qualquer situação. A gentileza é capaz de mudar de pequenas coisas a grandes problemas porque um dos seus princípios diz que qualquer problema contém a própria solução dentro dele mesmo.
Enfatizo que a gentileza está dentro da gente e começa com o próprio “Eu”. O “eu” deve ser a pessoa mais importante do mundo – sem egoísmo – pois se não somos capazes de nos amar, nos valorizar, ninguém mais o será. Além disso, não podemos respeitar ninguém se não nos respeitarmos em primeiro lugar. O amor próprio nos imuniza contra sentimentos e pensamentos negativos como o ciúme, raiva, inveja e alivia as decepções.
O mundo percebe nossa satisfação interna e se manifesta a nosso favor. Sempre. Ser gentil com tudo traz recompensas que não precisam chegar naquele instante. Somamos e vamos acumulando durante a vida e, quando menos esperamos, recebemos em troca. O que vale mais? O reconhecimento imediato de alguém ou o acúmulo de benção vindas da alma?
Pequenos gestos podem mudar e transformar o mundo ao nosso redor para que nossa vida seja cada vez melhor.

HÁBITO DE SER GENTIL

Atos de solidariedade podem fazer a diferença no dia a dia de várias pessoas, desde que sejamos gentis com o coração. A gentileza é interna, é posta em prática com a alma e não dá para aprender em livros de autoajuda. Aliás, ninguém ensina ninguém a ser gentil, pois ela já nasce com a gente.
Infelizmente, algumas pessoas não exercitam e acabam preterindo a gentileza a outras coisas, como o egoísmo, autoritarismo, ciúme e ambição. Não que ser ambicioso seja ruim, pois querer alcançar a prosperidade é muito saudável, desde que esse desejo seja administrado com coerência e honestidade e sem prejudicar ou ultrapassar os limites de ninguém.
Porém, como nem tudo está perdido, muitos exteriorizam a gentileza constantemente e nós (isso mesmo, nós) percebemos e vemos diariamente suas ações se espalhando por aí.

EXEMPLOS PELO MUNDO

Quem pode dizer que Irmã Dulce não era gentil com seus gestos de solidariedade aos pobres e mais desfavorecidos? E o que dizer sobre o próprio José Datrino – o Profeta Gentileza? Como não tinha bens materiais, se esforçou por quarenta anos a multiplicar e disseminar a gentileza pelas ruas do Rio de Janeiro. Ele (José Datrino) conseguiu ver a beleza após um incêndio de circo que vitimou quase 500 pessoas na década de sessenta em Niterói, plantando flores no local da tragédia e usando palavras de amor ao próximo, pintou 56 murais nas pilastras de um viaduto, sempre enfatizando a necessidade da gentileza para um mundo melhor.
Temos vários outros exemplos que podem nos guiar e alertar sobre a necessidade de muitos valores que podem se perder com o tempo: a solidariedade humana, a cordialidade, educação e amor.


GENTILEZA E ÉTICA

A gentileza é um grande conjunto de predicados, virtudes e qualidades que se somam e se completam. Juntamos todos eles e podemos, sim, chamar de gentileza. Porque não? Portanto, poderia ser ousado ao comparar a palavra gentileza com ética, já que esta última significa um conjunto de valores que norteiam a conduta humana. Podem questionar esse significado, mas concluo ardentemente que essa comparação é muito propícia aos dias de hoje.
Uma das frases mais significativas do Profeta Gentileza em minha opinião é: “O homem do futuro é o homem gentil”. E quem seria esse homem? Já somos nós, homens do século 21, profissionais arrojados, pais de família, estudantes, idosos que conseguiram ultrapassar a fronteira do tempo e muitos outros grupos de pessoas que superaram dificuldades e problemas, dando a volta por cima e recomeçando suas vidas com dignidade.
Devemos racionalizar essa afirmativa e avaliar nossa conduta diariamente, se somos justos com as pessoas, com a sociedade e com a gente mesmo; ter certeza de que transmitimos corretamente os verdadeiros valores aos nossos filhos de forma que eles possam passar adiante aos seus descendentes.
Ajudar alguém necessitado a atravessar a rua, ceder nosso lugar nos coletivos a quem precisar e fazer a caridade são simples manifestações de amor e gentileza.
Lembre-se que tudo o que fazemos de boa vontade retorna para a gente através de conquistas, paz e felicidade. Além disso, devemos sempre ter uma palavra carinhosa e ser solidário com os amigos e familiares.


Fazer a diferença e ser gentil valem a pena e não custam nada!

Luiz Gabriel Tiago * Sr. Gentileza
Escritor, palestrante e especialista em Gentileza Corporativa.