quarta-feira, 1 de abril de 2015

AS PERNAS CURTAS DA MENTIRA - POR MARINA TIAGO *


O Dia da Mentira surgiu quando o rei Carlos IX da França modificou a data do ano novo que antes era 1º de abril e passou a ser 1º de janeiro com a implantação do calendário gregoriano. Alguns tradicionais não aceitaram a mudança e continuaram a comemorar na data antiga, tornando-se motivo de chacota e vítimas de brincadeiras, tais como receber presentes estranhos e convites para festas irreais, causando desconfiança após um período. Daí surgiu o Dia da Mentira no dia 1º de abril.

A mentira pode se tornar uma doença chamada Mitomania quando uma pessoa apresenta uma baixa auto-estima ou se encontra em situações constrangedoras. A diferença entre ser um mentiroso esporádico e um mitômano é que no primeiro caso o indivíduo não tem resistência em admitir a verdade, enquanto no segundo, o portador usa a mentira como proveito.


Não só no ambiente de trabalho, mas também na vida pessoal, a mentira traz efeitos negativos que são sentidos em longo prazo. Mentir revela um perfil inadequado de profissional, pode ser bem favorável por um momento, mas no fim sempre trará consequências desagradáveis. O discurso seguido de desculpas por atrasos ou faltas é sempre associado à irresponsabilidade. A única forma de evitar as consequências, é dizer a verdade!

* Marina Tiago - 15 anos, estudante e cronista especial para a página do Sr. Gentileza.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja bem vindo (a) ao Blog do Sr. Gentileza - 06 anos no ar!

Aqui também é casa de gente gentil. Leia, acompanhe, participe e deixe suas mensagens :-)

Sinta-se à vontade em compartilhar a prática da Gentileza na sua vida, no trabalho e na sociedade.

Abraços,

Sr. Gentileza

Obs: Suas mensagens são muito bem vindas, mas identifique-se. Os comentários anônimos não serão aceitos.