quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

Situações bizarras em entrevistas de emprego * Por Luiz Gabriel Tiago (Sr. Gentileza).

Já fui surpreendido por várias situações inusitadas em seleções de candidatos. No final do ano passado, por exemplo, estava selecionando candidatos para uma vaga de Gerente Comercial da minha empresa para a cidade de São Paulo – no mês de novembro. Um dos rapazes que havia enviado seu portifólio tinha um histórico profissional interessante e “parecia” competente. Porém, no final da entrevista, me perguntou se poderia esperar até o mês de janeiro para se desligar da sua empresa atual. Indaguei sobre o motivo e ele me disse que não gostaria de perder os presentes de Natal que costumavam receber. Se pedisse demissão no mês de novembro ficaria sem a cesta básica, panetone e um brinde tradicional (????).

Outra situação “bizarra” que aconteceu esse ano no Rio de Janeiro (para a mesma vaga) também me surpreendeu. Uma jovem de 30 anos estava sendo entrevistada por mim e seu celular tocou. Já achamos estranho pois ela tinha dito que não tinha celular. Para nossa surpresa, quem estava ligando para ela era o seu chefe atual – perguntando se estava tudo bem com ela, pois não tinha ido trabalhar. Ela respondeu (com a voz de doente e praticamente em estado terminal): “-Estou aguardando para ser atendida no hospital. Acho que estou com dengue. Vou ficar no soro com certeza”. Imagina a cena... ela desligou a ligação e ainda sorriu pra mim e perguntando: “- Onde paramos?”.

Hoje a maioria das pessoas tem boas noções de como se portar numa entrevista, porém algumas ainda insistem em querer “inovar”e se mostrar “diferente” para chamar a atenção. Algumas dicas são importantes e servem para entrevistas de qualquer empresa e para qualquer cargo.

Por exemplo:

- Pesquisar sobre a vida da empresa, sua missão e valores, pode agregar valor nas respostas. Isso demonstrará interesse sobre a possível contratante.

- Falar a verdade e conhecer seu próprio currículo é indispensável. Muitos ainda inventam cursos que não fizeram ou experiências que não tiveram.

- Ter cuidado com a postura e não se debruçar sobre a mesa ou carteira.

- Saber ouvir com atenção as perguntas. “Saber ouvir” é um dos valores mais perseguidos por gestores. O erro que muitos cometem é atropelar as perguntas com respostas, muitas vezes, sem coerência.

- Demonstrar entusiasmo e não ser apático durante a entrevista. Alguns se comportam como se estivessem num velório, sem vigor e com a aparência pálida.

- Agradecer a oportunidade se colocando à disposição no que precisar. Nesse caso alguns candidatos se antecipam e querem saber a data e horário que serão convocados. Ter paciência é fundamental.

Luiz Gabriel Tiago
Sr. Gentileza

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja bem vindo (a) ao Blog do Sr. Gentileza - 06 anos no ar!

Aqui também é casa de gente gentil. Leia, acompanhe, participe e deixe suas mensagens :-)

Sinta-se à vontade em compartilhar a prática da Gentileza na sua vida, no trabalho e na sociedade.

Abraços,

Sr. Gentileza

Obs: Suas mensagens são muito bem vindas, mas identifique-se. Os comentários anônimos não serão aceitos.