segunda-feira, 27 de agosto de 2012

Artigo: Gentileza em Prosa e Verso na Bossa de Tom Jobim * De Sr. Gentileza.


Sempre me perguntam sobre a felicidade no trabalho. Me questionam se ela existe mesmo ou se é algo inalcançável. A minha resposta é sempre a mesma: sim, ela existe e está ao alcance de todos nós, bem próxima a nossa realidade e a nossa vida.
Ao assistir o filme “A Música de Tom Jobim”, me emocionei e comprovei (mais uma vez) de tudo aquilo que sempre acreditei. É possível ser pleno na empresa, dentro de casa, com os amigos e encontrar a realização profissional.
Esse caminho, que para muitos é tortuoso e sinuoso, Tom Jobim e Vinicius de Moraes faziam em verso e prosa: cantando e dedicando a todos nós suas obras mágicas de amor à música e à vida – sem falar na paixão pelo Rio de Janeiro e suas curvas.
A bossa nova é isso: se apaixonar e viver com um deslumbramento as pequenas coisas constantemente. E o que é ser feliz no trabalho senão ter “tesão” pelo que se faz?
Sua melodia permite que nossos dias sejam perfeitos para refletir sobre a vida; viver é dividir. Acordar cedinho, se empolgar com as atividades, planejar, executar, sorrir, e agradecer a Deus por tudo. Isso é PAIXÃO!
A gente busca a simplicidade nas pequenas coisas e Tom Jobim conhece a essência disso. Sonhar é uma dessas coisas pequenas que acontecem com a gente quase todos os dias e noites.
Devemos sonhar sim, sonhar em poder realizar aquilo que queria de verdade: alcançar a plenitude pessoal, espiritual, material, profissional, estar no convívio com pessoas que nos tragam alegria. Mais ainda: mostrar para todo mundo que somos felizes.
Converse consigo mesmo! Diga que ser gentil é uma das maiores virtudes que um homem pode ter. Ser gentil em casa, com os amigos de trabalho, com pessoas desconhecidas e com o mundo.
A gentileza começa com o próprio "eu" e acaba se espalhando pelo mundo. Todos percebem e retribuem com gratidão.
Isso é um sonho, uma miragem ou uma visão do futuro?
Em “Wave”, Tom Jobim canta: “...vou te contar, meus olhos já não podem ver... coisas que só o coração pode entender...”
Nunca estaremos sozinhos no ambiente profissional. O trabalho é equipe só existe quando for saudável e só será eficaz se todos trabalharem como uma engrenagem que não pode perder uma de suas peças.
A Gentileza pode facilitar esse convívio e está dentro de cada um de nós e, por muito pouco, pode se manifestar a esse mundo. Afinal de contas, ser gentil deveria ser um mandamento, um estilo de vida, um propósito pessoal, um modus operandi.
Planejar o futuro inclui se esforçar para que o presente realmente valha a pena. Do passado, quero a experiência e as lembranças boas.
Em minhas palestras sempre digo algumas palavras que podem tocar lá dentro das pessoas:

“Como ser feliz no trabalho? Amando.
Como ser uma pessoa plena? Trabalhando.
Como alcançar a plenitude? Sendo gentil.
Diante disso, peço, com fé, com amor:
Deus, manda a Gentileza aqui, deixa ela entrar na minha vida e me transformar.”

Assistir esse filme-documentário sobre a música inigualável de Tom Jobim, sinto-me na obrigação de dividir com vocês a importância de algumas coisas para o sucesso da vida profissional:

- Amar o que faz.
- Ter certeza de que está fazendo a coisa certa.
- Ser gentil.
- Respeitar o próximo.
- Saber ouvir.

E, principalmente, se lembrar de que:

 “...Fundamental é mesmo o amor, é impossível ser feliz sozinho...”


LUIZ GABRIEL TIAGO – SR. GENTILEZA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja bem vindo (a) ao Blog do Sr. Gentileza - 06 anos no ar!

Aqui também é casa de gente gentil. Leia, acompanhe, participe e deixe suas mensagens :-)

Sinta-se à vontade em compartilhar a prática da Gentileza na sua vida, no trabalho e na sociedade.

Abraços,

Sr. Gentileza

Obs: Suas mensagens são muito bem vindas, mas identifique-se. Os comentários anônimos não serão aceitos.