sexta-feira, 2 de março de 2012

Vale a pena ser persistente? Texto de Roberto Recinella.

"A História tem demonstrado que os mais notáveis vencedores normalmente encontraram obstáculos dolorosos antes de triunfarem. Eles venceram porque se recusaram a se tornarem desencorajados por suas derrotas" (Bertie Charles Forbes, fundador da revista Forbes)

 
Para responder esta pergunta utilizarei parte de um discurso de John Calvin Coolidge Jr presidente dos Estados Unidos da América entre 1923 e 1929. 'Nada no mundo consegue tomar o lugar da persistência. O talento não consegue; nada é mais comum que homens fracassados com talento. A genialidade não consegue; gênios não recompensados são quase um provérbio. A educação não consegue; o mundo é cheio de errantes educados. A persistência e determinação sozinhas são onipotentes.
Dentre as dezenas de competências e talentos necessários para atingir o almejado sucesso pessoal, sem duvida a persistência está no topo da lista. Mas ela sozinha não faz nada, pelo contrario se transforma em teimosia ou insistência o outro lado da moeda.
Persistência somente ajuda se estiver ao lado de outras competências, como um coringa no baralho, ela dá força aos demais talentos.
A persistência é como o espinafre no desenho do marinheiro Popeye. Surgido nas tiras de E. C. Segar seu criador em 1929 sempre tentando proteger sua namorada, Olívia Palito, das garras de seu eterno inimigo, Brutus. Quando está em apuros Popeye come espinafre, fica muito mais forte e confiante, podendo vencer qualquer desafio.
A persistência é o combustível dos demais talentos, para a maratona da vida, sem ela todos os talentos acabam sendo subaproveitados. Sem persistência não vencemos.
Não se aprende sem persistir, não se edifica algo sólido sem persistir, não se supera obstáculos sem persistir, não se faz uma carreira vitoriosa sem persistir, não se transforma a sociedade sem persistir.Não se faz nada na vida sem persistir.
Se você não tivesse persistido em continuar tentando aprender a andar, estaria até hoje se arrastando pelo chão. Você deve ter caído e talvez até se machucado centenas de vezes, mas não desistiu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja bem vindo (a) ao Blog do Sr. Gentileza - 06 anos no ar!

Aqui também é casa de gente gentil. Leia, acompanhe, participe e deixe suas mensagens :-)

Sinta-se à vontade em compartilhar a prática da Gentileza na sua vida, no trabalho e na sociedade.

Abraços,

Sr. Gentileza

Obs: Suas mensagens são muito bem vindas, mas identifique-se. Os comentários anônimos não serão aceitos.