sexta-feira, 30 de julho de 2010

Artigo publicado no www.otaboanense.com.br

http://www.otaboanense.com.br/noticia/2923/aceitando-desafios-e-encarando-as-dificuldades/

RECOMECE SUA VIDA * POR LUIZ GABRIEL TIAGO

Sempre há tempo para repensarmos nossos feitos, principalmente quando não nos sentimos realizados profissionalmente ou nos sentimos incapazes e desabilitados para a vida. É praticamente impossível desassociar a satisfação pessoal da profissional e vice versa (não é tão simples assim deixar os problemas do lado de fora da empresa e fazer de conta que nada aconteceu). Mas esse sentimento é natural e inerente as pessoas que são guiadas pela natureza e ponderação. A racionalidade não acontece somente quando tomamos uma decisão centrada ou correta diante da necessidade – ela está presente naqueles que precisam de bem estar psíquico para viver e ponderação para tomar atitudes maduras e coerentes.

O sentimento de incapacidade e incompetência deve ser convertido e servir de estímulo para uma mudança rápida, pois as revoluções para o bem são sempre bem vindas e devemos estimular essa alteração de vez em quando. As pessoas ao redor que são detentoras de habilidade para detectar essa urgência, devem se movimentar e ajudar ao desprovido de ânimo nesse instante. Apesar de serem cada vez mais raras, sem condená-las, pois são dirigidas pela burocracia, essas pessoas ou líderes ainda existem por aí e pensam que conseguem se manter no mercado de trabalho por muito tempo.

Conhecemos indivíduos que gostariam de estar em nossos lugares e nos invejam por termos um emprego simplesmente e, nós que estamos nessa posição privilegiada, vivemos reclamando de tudo. Nunca estamos satisfeitos com nossas condições, realidade, estilo de vida, conta bancária, entre outras coisas mais. Mas o correto é lutar para revitalizá-las, resgatar os bons momentos (projete-os para o futuro) e aparar o que for necessário. Nada é alcançado sem esforço ou sacrifício e somente temos aquilo que merecemos e buscamos. Uma busca, digo particularmente, cansativa e que exige muita dedicação e empenho. Em outro capítulo desse livro escrevo sobre a disciplina e ela se aplica nisso também. Somos obrigados a nos exigir impulso e energia para sobrevivermos e transformarmos nossos sonhos em realidade. Nesse caso, devem gerar objetivos e metas e temos que traçar planos para chegarmos até eles. No início tudo parece muito difícil e pensamos em desistir. Mas, porque desanimarmos se esperamos uma recompensa? O troféu de todo esse esforço são a nossa vitória e os frutos maduros que colhemos com o passar do tempo. Esse tempo não deve ser mensurado em dias, meses ou anos. Ele pode ser calculado instantaneamente e podemos nos compensar com cada segundo respirado com dedicação e trabalho. Todos os segundos são levados em consideração quando pensamos na vida como um todo e ela (a vida) passa como um piscar de olhos.

Então vamos analisar a vivência dentro de uma empresa. As corporações exigem resultados em todos os momentos e as etapas devem ser cumpridas diariamente. Por isso digo que não podemos trabalhar hoje para conquistarmos algo depois de alguns anos. Vide que não faço conjecturas sobre o futuro. Ressalto os resultados imediatos, pois é isso que o mercado de trabalho ambiciona e espera de nós. Desempenhamos tarefas exaustivamente e cansamos nossas mentes e corpos todos os dias. Portanto, devemos aproveitar todas as oportunidades que surgirem para relaxarmos e direcionarmos o consciente numa corrente positiva e otimista. Dedicar algum tempo à família e as atividades que proporcionam descanso mental são fundamentais nessa etapa e devem se tornar um hábito.

Se chegarmos a essa altura do campeonato e nos sentimos cansados - mas nunca desistimos - devemos raciocinar e refletir sobre o que queremos. Sei que sabemos os nossos anseios e disputamos boas colocações todos os dias nesse meio desenfreado. Já alcançamos algo por isso. Conquistamos espaço e temos peso no mercado. Se o desânimo nos abater, devemos recomeçar, pois nunca é tarde para isso. Aliás, nunca é tarde para nada. A desistência é que não pode dominar nossas cabeças e talento adquirido com a experiência. Ninguém é capaz de subtrair aquilo que aprendemos, pois somos indivíduos com sensações e vivências únicas. Digo que tudo o que vivemos é pessoal e intransferível.

Todos nascem com inteligência e potencial para alguma coisa. Conhecemos pessoas que mal sabem ler e escrever e, mesmo assim, desenvolvem habilidades que, mesmo que tentemos, não conseguiríamos obter com o mesmo êxito.

Já se imaginou cuidando muito bem de crianças como as babás e criando um vínculo extremamente forte com suas famílias? Já se imaginou trabalhando em cemitérios enterrando pessoas e conseguir dormir normalmente todas as noites? Pense agora naqueles profissionais que arriscam suas vidas como os bombeiros e policiais. São pessoas que detêm competências natas e que desenvolvem suas atividades com toda a dedicação e esmero como você que está lendo esse texto, independente de sua vocação ou habilidade.

Pois bem, existem pessoas que fazem isso e gostam muito. Pena que muitos se depreciam por se acharem velhos demais ou sem dom para nada.

O começo (ou recomeço) para muitos pode ser complicado principalmente quando elencam muitos obstáculos e dificuldades para tentarem dar uma guinada em suas vidas, principalmente quando reclamam que ou nunca têm tempo ou que não vão ter o apoio da família. Dizem que existem pessoas que dependem de sua dedicação como os filhos ou os pais por serem muito velhos. Não encontram solução ou saída para voltar a estudar e, muitas vezes, ainda precisam ser alfabetizadas. As possibilidades de esse projeto dar certo são muito maiores do que os empecilhos que promovem, pois parece que seus problemas são maiores que os de outras pessoas.

Conheço mulheres e homens que recomeçam suas vidas depois dos quarenta anos e se sentem revigoradas como um jovem adolescente. A idade mental é que determina o que cada um pode fazer e ser. A vontade de dar a volta por cima é soberana e vital para quem realmente quer alcançar alguma coisa.

As empresas hoje procuram pessoas dispostas a investir em suas carreiras independentemente da idade ou sexo. A vontade de seguir em frente e se dedicar são preponderantes num processo de seleção. Não existe distinção desses itens mais. O que vale mesmo é a coragem e traços de talento que são natos de todos os sujeitos.

Não crie dificuldades que não existem. Não se ache a pessoa mais incapaz do mundo. Não culpe os outros pelos seus problemas. Somos aquilo que queremos e podemos alcançar nossos objetivos - basta traçá-los e se esforçar bastante. Não se preocupe com poucas horas de sono ou se tem que se deslocar muito até o trabalho ou escola. Nunca ouvi dizer que alguém morreu porque trabalhava muito longe de sua moradia. Realmente, sei que é desgastante e cansativo, mas não dá pra desistir por esse motivo. Conheço pessoas que se desligam do trabalho por e não dá pra aceitar essa desculpa. Na verdade, querem mesmo é não fazer nada e viver do favor dos amigos e parentes. Gostam do ócio e de ficar em casa descansando, pois acham que a vida é feita de sombra e água fresca.

Não deixe esse mundo te levar para o abismo e não se acostume com a indisciplina. Seja gentil com sua consciência e se orgulhe de si próprio. Abrace essa causa para se lembrar do passado com alegria e satisfação.

Peço desculpas se estou sendo bastante franco em relação a isso, pois na verdade, quero chamar a atenção de pessoas que se aproveitam do esforço de outros para viver. Para esses digo que devem buscar o estudo e o trabalho, pois se esperarem sentados algo de bom acontecer, podem cansar. Aliás, perdão mais uma vez. Pessoas assim nunca cansam de fazer nada!

Não se permita ser incluído nesse time de derrotados. Procure a coragem dentro de si e lute bastante para ser feliz. Procure um emprego, se dedique e cuide de sua vida. Não se abata diante das dificuldades e não desvie sua atenção para o que os outros fazem ou pensam. Aja com personalidade e com vontade de chegar lá. A linha de chegada está pronta para pessoas empreendedoras e que não têm medo de viver. Levante sua auto-estima, não espere milagres acontecerem e não acredite em ilusões, pois o mundo não é nenhum conto de fadas. Temos que nos espelhar naqueles que deram certo e saber como fizeram para alcançar a realização. É muito bom atingir o ponto máximo, pois os limites somos nós que determinamos. Depois que se sentir preparado, elabore um bom currículo e busque sua vaga ou promoção. Tem sempre alguma empresa esperando por alguém como você. Insista e acredite na vida.


Vai até lá!

(RE)COMECE SUA VIDA


*DEUS GENTILEZA QUE GERA GENTILEZA

AMORRR BELEZA PERFEIÇÃO BONDADE

E RIQUEZA A NATUREZA

Painel pintado por José Datrino - o "Profeta Gentileza"
Zona Portuária - Rio de Janeiro / RJ

Dica de BLOG - adoteoamor.blogspot.com


Que satisfação encontrar bom conteúdo e proposta no blogspot.

Recomendo a todos vocês que visitem o blog "Adote o Amor".



O link é adoteoamor.blogspot.com



Aproveito para agradecer o carinho de todos!

Abraços,

Luiz Gabriel Tiago

twitter.com/senhorgentileza

segunda-feira, 26 de julho de 2010

DESCULPAS

Prezados leitores do Gentileza:

Peço desculpas por não atualizar o blog constantemente. Essa última semana tem sido super concorrida por causa do lançamento do meu livro. Prometo estar de volta a partir da próxima 5a. feira.

Abraços e saudações gentis a todos!

LUIZ GABRIEL TIAGO

terça-feira, 20 de julho de 2010

FELIZ DIA DO AMIGO!

 

Um amigo ... Eu não posso acabar com todos os seus problemas, dúvidas ou medos, mas eu posso ouvir você e juntas podemos procurar soluções

Não posso apagar as mágoas e as dores do seu passado nem posso decidir qual será o seu futuro, mas no presente posso estar com você se precisar de mim

Não posso impedir que você leve tombos, mas posso oferecer minha mão para você se levantar

Suas alegrias, triunfos, sucessos e felicidades não me pertencem, mas seus risos e sorrisos fazem parte dos meus maiores bens

Não é de minha alçada tomar decisões por você, nem posso julgar as decisões que você toma, mas eu posso apoiar, encorajar e ajudar se me pedir

Eu não posso traçar ou impor limites, mas posso apontar caminhos alternativos, procurar com você medidas de crescimento, formas de encontrar meios de ser você mesmo sem medo da rejeição

Eu não posso salvar o seu coração de ser partido pela dor, pela mágoa, perda ou tristeza, mas posso chorar com você e ajudar a juntar os pedaços

Enfim, eu não posso dizer quem você é ou como deveria ser: só posso apenas amar você e ser sua amiga te aceitando e respeitando do jeito que você é!

Conte sempre comigo, pois,:

"Se alguém me disser que tem um Amigão, não terei inveja, pois duvido que seja Melhor que VOCÊ!"


BEIJOS!

LUIZ GABRIEL TIAGO

domingo, 18 de julho de 2010

Restaurante Chapeuzinho Vermelho -Taboão da Serra / SP

PARABÉNS PELO ATENDIMENTO!

Edilene e Anderson - Proprietários do Restaurante
Foto: Luiz Gabriel Tiago

Essa semana fui surpreendido pelo atendimento nesse restaurante, no bairro Pirajuçara, em Taboão da Serra. Quero parabenizar os proprietários pela forma que conduzem a empresa e pela forma que administram toda a equipe.
Além do ambiente familiar do local, todos os colaboradores demonstram satisfação em trabalhar na empresa e atendem a todos os clientes muito bem.
Recomendo a todos e sugiro que deem uma passada por lá na hora do almoço. A comida servida no buffet é bem preparada e com um gostinho caseiro que lembra a casa da vovó.

Parabéns especiais para Edilene (proprietária) e Anderson (ambos na foto acima), especialistas em receber bem e se preocupar com a satisfação dos clientes.


Fachada do Restaurante
Foto: Luiz Gabriel Tiago


Endereço do local: Rua Euclides Pagani Martins - Loja 4 - Pirajuçara
Taboão da Serra - SP

Disk Entregas: (11) 4685-4233

Todos os Cartões de Crédito são aceitos!

SIGAM-ME NO TWITTER

Meu Twitter:


twitter.com/senhorgentileza



GENTILEZA NO TRABALHO * Por Luiz Gabriel Tiago

Acredito na capacidade do ser humano de gerar sentimentos positivos com seu próximo e ter a habilidade de colocá-los em prática. Todos nós temos que conhecer a definição da palavra “empatia” e colocá-lo em prática, pois muitas coisas se tornam mais fáceis quando conseguimos nos colocar no lugar dos outros.
Isso pode acontecer dentro de casa (com os familiares), na rua (com os amigos) e no trabalho. Esse último ambiente é muitíssimo favorável à desunião e proliferação de atos daninhos e prejudiciais ao nível de estabilidade emocional dos indivíduos, principalmente por passarmos a maior parte de nossas vidas no ambiente de trabalho.
Portanto, o convívio com os colegas pode se tornar desgastante como qualquer outro tipo de relacionamento, pois o hábito de nos relacionarmos constantemente nos “isenta” às vezes de respeito, consideração e cordialidade. Qualquer sujeito se rende a pessoas que conseguem sorrir e ver a beleza nas coisas mais simples. A mais intolerante das criaturas acaba sendo vencida pelo cansaço por aquela que se mostra determinada, segura e com bastante leveza de espírito. Por isso defendo o conceito de resiliência e almejo que seja trabalhado em todas as empresas que existem. As pessoas precisam ser capazes de superar os obstáculos e continuar lutando para alcançar seus objetivos.
Assim sendo, nos tornamos vulneráveis e podemos, sem querer, acabar criando um local de trabalho sem harmonia e com uma energia pesada. Por exemplo: quem é que nunca teve vontade de falar mal daquele colega de trabalho que se acha o melhor? Quem é que nunca quis cometer um "crime" dentro da empresa em que trabalha ou simplesmente boicotar os resultados? Não é correto querer crescer e aparecer à custa daqueles que se dedicam de corpo e alma por uma vida profissional decente. A dignidade começa quando somos capazes de agir com retidão e ética. É tão desagradável quando ouvimos alguém dizendo que não gosta de fulano ou beltrano. É tão desconcertante saber que alguém pode ser trapaceado pelo simples prazer de ver a competência da pessoa destruída. O que se destrói na verdade é a dignidade desses crápulas que agem assim. Esse tipo de sujeito é mais comum do que imaginamos. Pode ser que estejamos cercados por eles e não nos demos conta ainda. A dignidade e a competência do ser humano são natas. Ninguém mata ou rouba! Podem até tentar, mas nunca chegam aos pés desses trabalhadores imbuídos no desejo de crescer e fazer bem o seu serviço.
Por menos que se goste daquela pessoa, ninguém tem o direito de menosprezar a capacidade de qualquer um que seja muito menos maltratar ou se desfazer do seu modo de pensar e agir, a não ser que comprometa a saúde dos projetos e metas propostas. Todos nós somos inteligentes e capazes de desenvolver várias habilidades, principalmente a humildade e gentileza. O início pode ser complicado, mas vale à pena tentar. É gratificante a sensação de que pode ter feito algo e realizado bem suas atividades, além de colaborar para o crescimento de alguém.
Quero dizer que “gentileza deve gerar gentileza” (já dizia o Profeta)! Basta olhar para o outro como se fosse alguém muito especial e que possui sentimentos (quem não os tem?). Também não precisa ser do tipo piedoso que permite tudo e nunca revida as ofensas. O ideal é não procurar uma posição de defesa ou se fazer de coitado. Todos têm que mostrar a verdade através do trabalho bem feito e do bom relacionamento com os demais. Afinal de contas, ninguém precisa ter sangue de barata o tempo todo.
Vamos pregar a paz dentro das corporações e evitar a raiva. É muito melhor compartilhar de momentos agradáveis do que se estressar e contribuir para péssimas horas de relações interpessoais. O processo de desenvolvimento harmônico deve começar dentro de nós mesmos. Não devemos esperar uma atitude alheia como se os outros que tivessem que tomar a partida sempre. Dê o pontapé inicial e inicie uma campanha de boa educação e afabilidade.
Vamos fazer de tudo para criar amizades e relacionamentos saudáveis no setor em que trabalha, perguntar ao colega como foi o seu dia, se dormiu bem, agradecer, desejar bom trabalho e dar os parabéns por algo realizado com esmero e dedicação! Agradecer e pedir algo com o bondoso "por favor" também enobrece e dignifica pequenos gestos. Entre outras coisas que podem ser ditas, podemos levantar os ânimos das pessoas, descontrair e saber impor limites sem abusar da confiança.
Todo ser humano sabe até onde pode ir num contato com os outros sem extrapolar o bom senso e ferir a intimidade, mesmo porque as pessoas precisam saber separar e dividir o profissional da empresa do sujeito como pessoa. Tudo bem! Nem todos sabem disso. Tem gente que é bastante inconveniente, indiscreta e fofoqueira. Com certeza ainda escreverei sobre isso, pois é um assunto que não se encerra nunca e muito difícil de ser extinto nas empresas.
Os seres humanos têm sentimentos, não são irracionais (tem gente que não consegue pensar muito não). Sofrem, choram, têm problemas, têm família e é muito difícil desvincular o lado pessoal do profissional. Todos nós já tivemos momentos muito ruins e fomos ao trabalho cumprir nossa obrigação, mesmo com o desânimo mental nos forçando a ficar em casa e poder resolver as pendências.
O discurso inflamado dos teóricos que persistem na separação das "vidas" nem sempre pode ser aplicado. Às vezes o problema é tão grave que não conseguimos deixá-lo do lado de fora da empresa. Aonde formos ele (o problema) estará lá. Sem querer ser pessimista, pois dissemino o altruísmo e positivismo, mas tento ser o mais realista possível para que todos entendam que não somos perfeitos e precisamos ainda de muito aprendizado. A maturidade não é conquistada da noite pro dia, é um exercício contínuo e que exige muita habilidade.
Basta não se perturbar, pois levar os problemas conosco é normal e natural. Ninguém está imune a intempéries e dificuldades. Portanto, essa história é bastante relativa. Sem essa! Todo mundo tem o direito de chorar e se sentir frustrado durante o expediente! Todos podem se ausentar um tempo para respirar e tomar uma água. Nós que fazemos nosso tempo e sabemos quando é hora de arejar a cabeça.
Cabe ao bom líder saber conduzir com discernimento a situação e não produzir um sentimento de culpa em sua equipe, deixando o colaborador à vontade para se refazer e se sentir protegido pela empresa. Afinal de contas, ninguém produz sem estar num estado de espírito harmônico e tranquilo.
A gentileza está inserida nesse contexto e quase ninguém conhece realmente seu significado. Ser gentil requer bastante competência de se comunicar com bondade e caráter, esse último indispensável sempre. A benevolência produz um efeito cascata em todos os setores da vida como o equilíbrio e bem estar, ratificando o que todo líder precisa saber e tirando as máscaras daqueles que insistem na falsidade e mediocridade.
A humanização do trabalho começa por aí e perfazendo um caminho de sucesso em toda a corporação, pois todos sentem a necessidade de comungar da mesma filosofia. Falar a mesma língua no ambiente corporativo é fundamental para sedimentar bons relacionamentos interpessoais e contribuir para o desenvolvimento harmônico das atividades.
Como falei no início desse texto, a resiliência é uma competência admirável nos dias atuais, pois todos nós temos que ser capazes de transpor as adversidades e encará-las como forma de crescimento indiscutivelmente. Devemos buscar forças para trabalhar com esmero e dedicação além de contribuirmos para o sucesso comum.
Se você é chefe, preste bem a atenção na próxima frase: se acha seu colaborador incapaz, treine-o! Delibere atividades, descentralize o poder e tente. Gerencie pessoas e os sentimentos para podê-los envolver na gestão dos processos e números. Assim não sentirá algo vazio na jornada do dia e contribuirá para o sucesso coletivo. Muitos esperam e dependem disso, pois o bom líder se sente atraído por aprender e depois obrigado a ensinar.
As equipes acabam se deteriorando e sendo exterminadas pelo fracasso na condução de mentes e sentimentos não entendidos. Cada um faz parte de uma conjuntura e sistema indivisíveis na tangente da estabilidade emocional e pessoal. Digo, cada pessoa reage a estímulos de forma diferente e as reações aos problemas são as mais diversas. Não existe receita de bolo para isso muito menos um manual. O que vale nessas horas é usar o bom senso e saber ser ponderado no contato com outras pessoas.
Reforço a comprovada teoria de que recebemos aquilo que damos e ninguém pode contestar isso. Seja paciente, cauteloso e sensível aos que estão a sua volta e que, de certa forma, dependem de sua aprovação ou simplesmente de uma palavra amiga. Um bom líder ou colega de trabalho precisa, em muitas das vezes, escutar mais do que falar.


LUIZ GABRIEL TIAGO
twitter.com/senhorgentileza

sexta-feira, 16 de julho de 2010

Paulo Freire


“O mundo não é. O mundo está sendo. Como subjetividade curiosa, inteligente, interferidora na objetividade com que dialeticamente me relaciono, meu papel no mundo não é só o de quem constata o que ocorre mas também o de quem intervém como sujeito de ocorrências. não sou apenas objeto da história mas seu sujeito igualmente. no mundo da história, da cultura, da política, constato não para me adaptar mas para mudar.”

(Paulo Freire, 1997: 85-86.)

terça-feira, 13 de julho de 2010

Não sei o título - MARHTA MEDEIROS

Acho a maior graça. Tomate previne isso,cebola previne aquilo, chocolate faz bem, chocolate faz mal, um cálice diário de vinho não tem problema, qualquer gole de álcool é nocivo, tome água em abundância, mas não exagere...
Diante desta profusão de descobertas, acho mais seguro não mudar de hábitos.
Sei direitinho o que faz bem e o que faz mal pra minha saúde.
Prazer faz muito bem.
Dormir me deixa 0 km.
Ler um bom livro faz-me sentir novo em folha.
Viajar me deixa tenso antes de embarcar, mas depois rejuvenesço uns cinco anos.
Viagens aéreas não me incham as pernas; incham-me o cérebro, volto cheio de idéias.
Brigar me provoca arritmia cardíaca.
Ver pessoas tendo acessos de estupidez me embrulha o estômago.
Testemunhar gente jogando lata de cerveja pela janela do carro me faz perder toda a fé no ser humano.
E telejornais... os médicos deveriam proibir - como doem!
Caminhar faz bem, dançar faz bem, ficar em silêncio quando uma discussão está pegando fogo,
faz muito bem! Você exercita o autocontrole e ainda acorda no outro dia sem se sentir arrependido de nada.
Acordar de manhã arrependido do que disse ou do que fez ontem à noite é prejudicial à saúde!
E passar o resto do dia sem coragem para pedir desculpas, pior ainda!
Não pedir perdão pelas nossas mancadas dá câncer, não há tomate ou mussarela que previna.
Ir ao cinema, conseguir um lugar central nas fileiras do fundo, não ter ninguém atrapalhando sua visão, nenhum celular tocando e o filme ser espetacular, uau!
Cinema é melhor pra saúde do que pipoca!
Conversa é melhor do que piada.
Exercício é melhor do que cirurgia.
Humor é melhor do que rancor.
Amigos são melhores do que gente influente.
Economia é melhor do que dívida.
Pergunta é melhor do que dúvida.
Sonhar é melhor do que nada!

SEM DISCIPLINA NÃO HÁ GENTILEZA - Por Luiz Gabriel Tiago

A disciplina nos obriga a termos um comprometimento muito grande com nossas atividades diárias, sejam elas simples, rotineiras ou bastante complexas. Desde a hora do despertar - que geralmente é muito cedo - até a hora que vamos deitar e descansar o corpo precisamos nos propor a regras de conduta e atuação na vida. Aqui friso a importância de descansar a mente também, pois é bastante desconfortante quando a cabeça não para de funcionar e ficamos pensando, repensando, buscando soluções e resposta para tantas dúvidas e incertezas. O relaxamento mental proporciona bem estar e facilita as escolhas quando precisamos tomar decisões e atitudes; estas não devem ser precipitadas, pois a maturidade está presente naqueles que conseguem ponderar e esperar a hora correta para se pronunciar, questionar ou cobrar alguma posição sobre algo pendente ou duvidoso.

Ao acordarmos com disposição devemos crer que tudo dará certo naquele dia, pois estamos comprometidos com nosso "eu", nossa sociedade, família e com a produção que a empresa almeja. Somos designados a fazer o melhor e cumprir a risca os deveres que são embutidos na carga diária, que geralmente é bastante intensa. De forma alguma estou dizendo que isso seja ruim, pelo contrário. A disciplina particular - de cada um - nos impõe responsabilidade e comprometimento com o que é certo. Agir certo não é fácil, muito menos facilitado por ninguém. Todos esperam um passo em falso para poder apontar o dedo ou colocá-lo em riste em frente a nossas faces. Mas não permita que isso aconteça, aja cautelosa e disciplinarmente para evitar o dissabor de alguém denunciar sua falha ou lacuna na conduta do dia a dia.

Uma das formas para colaborar com o sucesso e manutenção dos seus direitos é garantir a pontualidade em relação ao horário de entrada na empresa e na entrega das tarefas, sejam elas relatórios, planilhas, resultados, etc. É recompensador sabermos que chegamos no horário correto ao trabalho, obedecemos ao cronograma de atividades, mantivemos um bom relacionamento com os demais colaboradores e líderes e que pudemos produzir bastante. A sensação de realização é o fruto de toda uma dedicação que começa com a disciplina desde o início das atividades até o momento que encerramos nosso expediente profissional. Para muitos as tarefas ainda continuam em casa quando precisamos organizar nosso espaço familiar, cuidar dos filhos e planejar o orçamento. Mais uma vez o psicológico pode precisar de uma atenção especial, pois a intensidade das informações pode corromper nosso intelecto e capacidade de cognição, sem falar nos sentimentos que podem se aflorar ou simplesmente serem diminuídos com o tempo.

A dedicação pessoal já começa ao amanhecer, assim que despertamos. Sei que não é tão fácil acordarmos muito cedo, encararmos o trânsito engarrafado e termos que lidar com a sensação de que nem saímos da empresa. O cansaço matinal é bastante comum, principalmente para aqueles que moram nas grandes cidades. Muitas pessoas perdem horas por dia dentro da condução em direção ao local de trabalho e alguns até aproveitam para dormir ou colocar em dia a leitura de algum livro ou jornal. Ok! Também não é nem um pouco estimulante se pensarmos dessa forma, parece uma avalanche de desânimo e assim acabamos atraindo a preguiça e a vontade de voltar para casa (quem nunca pensou em fazer isso ao caminho do trabalho?). Devemos nos obrigar a sermos fortes e resistir a indisciplina. Voltar para casa e nos desviarmos do destino (o trabalho) seria uma forma de boicote pessoal, sem falar nas conseqüências mentais sobre isso – muitos sentem remorso por se absterem de um dia de trabalho sem motivos ou necessidades verdadeiras e de força maior.

O pensamento voltado para a produção de coisas boas para o mundo deve ser mantido em nossas mentes e, sem dúvida alguma, nos ajudará a continuar e persistir. Felizmente temos um local para desempenhar nosso trabalho e nos sentirmos realizados profissionalmente. "Ah! E a recompensa disso tudo?" - você pode perguntar. Não existe somente uma recompensa; existem várias formas de se sentir "pago" por isso. Basta uma reflexão pessoal que vasculhe seu consciente e te mostre a real situação. A colheita de um bom trabalho surge através do sentimento de algo pronto, produzido, realizado. A satisfação de todo o empenho aparece através do pagamento no final do mês. E, além disso (que já não é pouco), basta pensar em quantas pessoas gostariam de estar em seu lugar e invejam a movimentação corriqueira do cotidiano. Pense em quantos desempregados existem pelo mundo, responda a essa questão e depois discuta sobre seus argumentos.

É lógico que teorias positivistas não ajudam muito e não são funcionais para a gente; não me incluo nessa corrente e nem me identifico com ela. Eu mesmo encaro todos os dias esses exercícios e me obrigo a pensar em todos esses itens. A disciplina gera reconhecimento por parte de seus colegas de trabalho, de toda a empresa e, principalmente, por sua família e por si próprio. Aí, não existe mais argumentação, principalmente se disciplinarmos nosso pensamento e resistirmos ao pessimismo, agindo conforme a lei da atração e decidirmos encontrar o sucesso. Sem organização pessoal através da disciplina (física e mental) não atingiremos o alvo e muito menos teremos auto-reconhecimento. Devemos nos exigir dedicação para o pensamento positivo e saber administrar nosso maior bem: nosso conhecimento.

Vale a pena todo o esforço e sacrifício diários; existe luz no fim do túnel e o otimismo nos guia em direção a ela. Tudo pode se tornar espontâneo se enxergarmos os sacrifícios como investimento para a tranqüilidade no futuro, quando enxergados com leveza e se subtrairmos os obstáculos que porventura aparecerem. Nós, seres humanos, criamos diariamente várias dificuldades que nos impedem de cumprirmos a risca o manual da disciplina. Mas se conscientize de que nunca poderá ser cobrado de alguma coisa se você foi realmente dedicado e disciplinado à tarefa. Os elogios e o reconhecimento pelo seu empenho serão colocados à frente de uma forma bem prazerosa e geradora de satisfação pessoal.

Desenvolva suas atividades com afinco, prazo, capricho e tente alcançar a perfeição, por mais que saibamos que isso seja difícil. Porém, é aconselhado que nossas tarefas sejam feitas de forma impecável, merecedoras de admiração e que sirvam como referência para o futuro.

Essas dicas servem para todos os aspectos de sua vida, sejam pessoal ou profissional e podem ajudar aqueles que, de alguma forma, são “bombardeados” todos os dias por seus chefes ou colegas de equipe.

As suas qualidades latentes como honestidade, bom caráter, sinceridade e gentileza serão deslumbradas automaticamente, pois ninguém poderá contestá-las se não deixar rastros de sujeira ou indisciplina. Assim, ninguém deverá ir contra os fatos, muito menos questionar qualquer coisa. Agindo corretamente, nunca seremos julgados e condenados por algo que não cometemos.

Sendo direito e reto com sua empresa e vida pessoal, colherá frutos maduros rapidamente e sem precisar esperar muito tempo. Os resultados positivos costumam ser rápidos quando nos dedicamos com firmeza e disciplina. Precisamos doutrinar nossos pensamentos para que possamos trabalhar corretamente, sermos metódicos e nos capacitar para estruturar nossas vidas. Isso só ajudará para que os problemas sejam minimizados ou até mesmo evitados. Muito melhor retini-los a ter que resolvê-los em momentos de crise. Lembre-se de que quando eles aparecem, sempre vêm juntos, ou seja, reunidos em grupo - parece que combinam isso e podem ganhar uma força capaz de desestabilizar qualquer cabeça pseudo-equilibrada.

Sugiro que faça uma experiência. Comece hoje mesmo a praticá-la (a disciplina). Se permita esse teste, dedique-se, comprometa-se e recupere o tempo perdido. Dê início a essa reflexão e aplique-a de forma saudável a sua vida estipulando hora e dia para começar. Que seja hoje mesmo.

LUIZ GABRIEL TIAGO

quinta-feira, 8 de julho de 2010

Painel do Gentileza

* GENTILEZA GERA GENTILEZA AMORRR

MEUS FILHOS ESTA HUMANIDADE DO MUNDO NÃO

PRECISAMOS DE TRABALHAR PARA COM O CAPETA QUE

VEM DO CAPITALISMO NÃO SSE A TRAPALHAR PRECISAMOS

DEMINISTRAR TUDO AQUILO QUE DEUS NOSSO PAI CRIADOR

CELESTIAL NOS DA DE GRAÇA A NATUREZA NÃO VENDE

TERRAS POR JESSUSS DISSE PROFETA GENTILEZA PAZ

José Datrino - "Profeta Gentileza" - Zona Portuária
Rio de Janeiro

segunda-feira, 5 de julho de 2010

domingo, 4 de julho de 2010

Indicações de Livros para Leitura



"Humano, Demasiado Humano" - Nietzche

"A Arte de Escrever" - Schopenhauer

"Coisas da Vida" - Martha Medeiros


10 MANDAMENTOS DO PREGUIÇOSO * enviado por uma aluna de Turismo (Giseli)



1º Viva para descançar.

2º Ame a sua cama , ela é seu templo.

3º Se ver alguem descançando , ajude-o.

4º Descance de dia para dormir a noite.

5º O trabalho é sagrado, não toque nele.

6º Nunca faça amanhã , o que pode fazer depois de amanhã.

7º Trabalhe o menos possivel, o que tiver que ser feito deixe que outra pessoa faça.

8º Calma , ninguem morreu por descançar.

9º Quando sentir desejo de trabalhar , sente e espere , que ele passe.

10º Não se esqueça , trabalho é saúde .Deixe o seu para os doentes.

sábado, 3 de julho de 2010

RECOMECE SUA VIDA * POR LUIZ GABRIEL TIAGO

Sempre há tempo para repensarmos nossos feitos, principalmente quando não nos sentimos realizados profissionalmente ou nos sentimos incapazes e desabilitados para a vida. É praticamente impossível desassociar a satisfação pessoal da profissional e vice versa (não é tão simples assim deixar os problemas do lado de fora da empresa e fazer de conta que nada aconteceu). Mas esse sentimento é natural e inerente as pessoas que são guiadas pela natureza e ponderação. A racionalidade não acontece somente quando tomamos uma decisão centrada ou correta diante da necessidade – ela está presente naqueles que precisam de bem estar psíquico para viver e ponderação para tomar atitudes maduras e coerentes.
O sentimento de incapacidade e incompetência deve ser convertido e servir de estímulo para uma mudança rápida, pois as revoluções para o bem são sempre bem vindas e devemos estimular essa alteração de vez em quando. As pessoas ao redor que são detentoras de habilidade para detectar essa urgência, devem se movimentar e ajudar ao desprovido de ânimo nesse instante. Apesar de serem cada vez mais raras, sem condená-las, pois são dirigidas pela burocracia, essas pessoas ou líderes ainda existem por aí e pensam que conseguem se manter no mercado de trabalho por muito tempo.
Conhecemos indivíduos que gostariam de estar em nossos lugares e nos invejam por termos um emprego simplesmente e, nós que estamos nessa posição privilegiada, vivemos reclamando de tudo. Nunca estamos satisfeitos com nossas condições, realidade, estilo de vida, conta bancária, entre outras coisas mais. Mas o correto é lutar para revitalizá-las, resgatar os bons momentos (projete-os para o futuro) e aparar o que for necessário. Nada é alcançado sem esforço ou sacrifício e somente temos aquilo que merecemos e buscamos. Uma busca, digo particularmente, cansativa e que exige muita dedicação e empenho. Em outro capítulo desse livro escrevo sobre a disciplina e ela se aplica nisso também. Somos obrigados a nos exigir impulso e energia para sobrevivermos e transformarmos nossos sonhos em realidade. Nesse caso, devem gerar objetivos e metas e temos que traçar planos para chegarmos até eles. No início tudo parece muito difícil e pensamos em desistir. Mas, porque desanimarmos se esperamos uma recompensa? O troféu de todo esse esforço são a nossa vitória e os frutos maduros que colhemos com o passar do tempo. Esse tempo não deve ser mensurado em dias, meses ou anos. Ele pode ser calculado instantaneamente e podemos nos compensar com cada segundo respirado com dedicação e trabalho. Todos os segundos são levados em consideração quando pensamos na vida como um todo e ela (a vida) passa como um piscar de olhos.
Então vamos analisar a vivência dentro de uma empresa. As corporações exigem resultados em todos os momentos e as etapas devem ser cumpridas diariamente. Por isso digo que não podemos trabalhar hoje para conquistarmos algo depois de alguns anos. Vide que não faço conjecturas sobre o futuro. Ressalto os resultados imediatos, pois é isso que o mercado de trabalho ambiciona e espera de nós. Desempenhamos tarefas exaustivamente e cansamos nossas mentes e corpos todos os dias. Portanto, devemos aproveitar todas as oportunidades que surgirem para relaxarmos e direcionarmos o consciente numa corrente positiva e otimista. Dedicar algum tempo à família e as atividades que proporcionam descanso mental são fundamentais nessa etapa e devem se tornar um hábito.
Se chegarmos a essa altura do campeonato e nos sentimos cansados - mas nunca desistimos - devemos raciocinar e refletir sobre o que queremos. Sei que sabemos os nossos anseios e disputamos boas colocações todos os dias nesse meio desenfreado. Já alcançamos algo por isso. Conquistamos espaço e temos peso no mercado. Se o desânimo nos abater, devemos recomeçar, pois nunca é tarde para isso. Aliás, nunca é tarde para nada. A desistência é que não pode dominar nossas cabeças e talento adquirido com a experiência. Ninguém é capaz de subtrair aquilo que aprendemos, pois somos indivíduos com sensações e vivências únicas. Digo que tudo o que vivemos é pessoal e intransferível.
Todos nascem com inteligência e potencial para alguma coisa. Conhecemos pessoas que mal sabem ler e escrever e, mesmo assim, desenvolvem habilidades que, mesmo que tentemos, não conseguiríamos obter com o mesmo êxito.
Já se imaginou cuidando muito bem de crianças como as babás e criando um vínculo extremamente forte com suas famílias? Já se imaginou trabalhando em cemitérios enterrando pessoas e conseguir dormir normalmente todas as noites? Pense agora naqueles profissionais que arriscam suas vidas como os bombeiros e policiais. São pessoas que detêm competências natas e que desenvolvem suas atividades com toda a dedicação e esmero como você que está lendo esse texto, independente de sua vocação ou habilidade.
Pois bem, existem pessoas que fazem isso e gostam muito. Pena que muitos se depreciam por se acharem velhos demais ou sem dom para nada.
O começo (ou recomeço) para muitos pode ser complicado principalmente quando elencam muitos obstáculos e dificuldades para tentarem dar uma guinada em suas vidas, principalmente quando reclamam que ou nunca têm tempo ou que não vão ter o apoio da família. Dizem que existem pessoas que dependem de sua dedicação como os filhos ou os pais por serem muito velhos. Não encontram solução ou saída para voltar a estudar e, muitas vezes, ainda precisam ser alfabetizadas. As possibilidades de esse projeto dar certo são muito maiores do que os empecilhos que promovem, pois parece que seus problemas são maiores que os de outras pessoas.
Conheço mulheres e homens que recomeçam suas vidas depois dos quarenta anos e se sentem revigoradas como um jovem adolescente. A idade mental é que determina o que cada um pode fazer e ser. A vontade de dar a volta por cima é soberana e vital para quem realmente quer alcançar alguma coisa.
As empresas hoje procuram pessoas dispostas a investir em suas carreiras independentemente da idade ou sexo. A vontade de seguir em frente e se dedicar são preponderantes num processo de seleção. Não existe distinção desses itens mais. O que vale mesmo é a coragem e traços de talento que são natos de todos os sujeitos.
Não crie dificuldades que não existem. Não se ache a pessoa mais incapaz do mundo. Não culpe os outros pelos seus problemas. Somos aquilo que queremos e podemos alcançar nossos objetivos - basta traçá-los e se esforçar bastante. Não se preocupe com poucas horas de sono ou se tem que se deslocar muito até o trabalho ou escola. Nunca ouvi dizer que alguém morreu porque trabalhava muito longe de sua moradia. Realmente, sei que é desgastante e cansativo, mas não dá pra desistir por esse motivo. Conheço pessoas que se desligam do trabalho por e não dá pra aceitar essa desculpa. Na verdade, querem mesmo é não fazer nada e viver do favor dos amigos e parentes. Gostam do ócio e de ficar em casa descansando, pois acham que a vida é feita de sombra e água fresca.
Não deixe esse mundo te levar para o abismo e não se acostume com a indisciplina. Seja gentil com sua consciência e se orgulhe de si próprio. Abrace essa causa para se lembrar do passado com alegria e satisfação.
Peço desculpas se estou sendo bastante franco em relação a isso, pois na verdade, quero chamar a atenção de pessoas que se aproveitam do esforço de outros para viver. Para esses digo que devem buscar o estudo e o trabalho, pois se esperarem sentados algo de bom acontecer, podem cansar. Aliás, perdão mais uma vez. Pessoas assim nunca cansam de fazer nada!
Não se permita ser incluído nesse time de derrotados. Procure a coragem dentro de si e lute bastante para ser feliz. Procure um emprego, se dedique e cuide de sua vida. Não se abata diante das dificuldades e não desvie sua atenção para o que os outros fazem ou pensam. Aja com personalidade e com vontade de chegar lá. A linha de chegada está pronta para pessoas empreendedoras e que não têm medo de viver. Levante sua auto-estima, não espere milagres acontecerem e não acredite em ilusões, pois o mundo não é nenhum conto de fadas. Temos que nos espelhar naqueles que deram certo e saber como fizeram para alcançar a realização. É muito bom atingir o ponto máximo, pois os limites somos nós que determinamos. Depois que se sentir preparado, elabore um bom currículo e busque sua vaga ou promoção. Tem sempre alguma empresa esperando por alguém como você. Insista e acredite na vida.

Vai até lá!

DICAS DE COMO ALCANÇAR A DISCIPLINA

Saber administrar o tempo



Esse item é tão importante para qualquer tipo de profissional que existem cursos que ensinam exatamente isso. O tempo, cada vez mais escasso, pode se transformar num problema para aqueles que não sabem conciliar suas atividades com seus compromissos. Por isso, é legal ter uma agenda sempre em mãos e não se confundir na hora de marcar reuniões, idas ao banco, médico, fazer ligações de negócios, ir a escola buscar as crianças, etc. Lembre-se também que, geralmente, os grandes executivos tomam suas decisões e dão as ordens no período da manhã. O cumprimento desses procedimentos determinará quase 80% da produção do seu dia de trabalho.


LUIZ GABRIEL TIAGO

SEM DISCIPLINA NÃO HÁ GENTILEZA * Por Luiz Gabriel Tiago

A disciplina nos obriga a termos um comprometimento muito grande com nossas atividades diárias, sejam elas simples, rotineiras ou bastante complexas. Desde a hora do despertar - que geralmente é muito cedo - até a hora que vamos deitar e descansar o corpo precisamos nos propor a regras de conduta e atuação na vida. Aqui friso a importância de descansar a mente também, pois é bastante desconfortante quando a cabeça não para de funcionar e ficamos pensando, repensando, buscando soluções e resposta para tantas dúvidas e incertezas. O relaxamento mental proporciona bem estar e facilita as escolhas quando precisamos tomar decisões e atitudes; estas não devem ser precipitadas, pois a maturidade está presente naqueles que conseguem ponderar e esperar a hora correta para se pronunciar, questionar ou cobrar alguma posição sobre algo pendente ou duvidoso.
Ao acordarmos com disposição devemos crer que tudo dará certo naquele dia, pois estamos comprometidos com nosso "eu", nossa sociedade, família e com a produção que a empresa almeja. Somos designados a fazer o melhor e cumprir a risca os deveres que são embutidos na carga diária, que geralmente é bastante intensa. De forma alguma estou dizendo que isso seja ruim, pelo contrário. A disciplina particular - de cada um - nos impõe responsabilidade e comprometimento com o que é certo. Agir certo não é fácil, muito menos facilitado por ninguém. Todos esperam um passo em falso para poder apontar o dedo ou colocá-lo em riste em frente a nossas faces. Mas não permita que isso aconteça, aja cautelosa e disciplinarmente para evitar o dissabor de alguém denunciar sua falha ou lacuna na conduta do dia a dia.
Uma das formas para colaborar com o sucesso e manutenção dos seus direitos é garantir a pontualidade em relação ao horário de entrada na empresa e na entrega das tarefas, sejam elas relatórios, planilhas, resultados, etc. É recompensador sabermos que chegamos no horário correto ao trabalho, obedecemos ao cronograma de atividades, mantivemos um bom relacionamento com os demais colaboradores e líderes e que pudemos produzir bastante. A sensação de realização é o fruto de toda uma dedicação que começa com a disciplina desde o início das atividades até o momento que encerramos nosso expediente profissional. Para muitos as tarefas ainda continuam em casa quando precisamos organizar nosso espaço familiar, cuidar dos filhos e planejar o orçamento. Mais uma vez o psicológico pode precisar de uma atenção especial, pois a intensidade das informações pode corromper nosso intelecto e capacidade de cognição, sem falar nos sentimentos que podem se aflorar ou simplesmente serem diminuídos com o tempo.
A dedicação pessoal já começa ao amanhecer, assim que despertamos. Sei que não é tão fácil acordarmos muito cedo, encararmos o trânsito engarrafado e termos que lidar com a sensação de que nem saímos da empresa. O cansaço matinal é bastante comum, principalmente para aqueles que moram nas grandes cidades. Muitas pessoas perdem horas por dia dentro da condução em direção ao local de trabalho e alguns até aproveitam para dormir ou colocar em dia a leitura de algum livro ou jornal. Ok! Também não é nem um pouco estimulante se pensarmos dessa forma, parece uma avalanche de desânimo e assim acabamos atraindo a preguiça e a vontade de voltar para casa (quem nunca pensou em fazer isso ao caminho do trabalho?). Devemos nos obrigar a sermos fortes e resistir a indisciplina. Voltar para casa e nos desviarmos do destino (o trabalho) seria uma forma de boicote pessoal, sem falar nas conseqüências mentais sobre isso – muitos sentem remorso por se absterem de um dia de trabalho sem motivos ou necessidades verdadeiras e de força maior.
O pensamento voltado para a produção de coisas boas para o mundo deve ser mantido em nossas mentes e, sem dúvida alguma, nos ajudará a continuar e persistir. Felizmente temos um local para desempenhar nosso trabalho e nos sentirmos realizados profissionalmente. "Ah! E a recompensa disso tudo?" - você pode perguntar. Não existe somente uma recompensa; existem várias formas de se sentir "pago" por isso. Basta uma reflexão pessoal que vasculhe seu consciente e te mostre a real situação. A colheita de um bom trabalho surge através do sentimento de algo pronto, produzido, realizado. A satisfação de todo o empenho aparece através do pagamento no final do mês. E, além disso (que já não é pouco), basta pensar em quantas pessoas gostariam de estar em seu lugar e invejam a movimentação corriqueira do cotidiano. Pense em quantos desempregados existem pelo mundo, responda a essa questão e depois discuta sobre seus argumentos.
É lógico que teorias positivistas não ajudam muito e não são funcionais para a gente; não me incluo nessa corrente e nem me identifico com ela. Eu mesmo encaro todos os dias esses exercícios e me obrigo a pensar em todos esses itens. A disciplina gera reconhecimento por parte de seus colegas de trabalho, de toda a empresa e, principalmente, por sua família e por si próprio. Aí, não existe mais argumentação, principalmente se disciplinarmos nosso pensamento e resistirmos ao pessimismo, agindo conforme a lei da atração e decidirmos encontrar o sucesso. Sem organização pessoal através da disciplina (física e mental) não atingiremos o alvo e muito menos teremos auto-reconhecimento. Devemos nos exigir dedicação para o pensamento positivo e saber administrar nosso maior bem: nosso conhecimento.
Vale a pena todo o esforço e sacrifício diários; existe luz no fim do túnel e o otimismo nos guia em direção a ela. Tudo pode se tornar espontâneo se enxergarmos os sacrifícios como investimento para a tranqüilidade no futuro, quando enxergados com leveza e se subtrairmos os obstáculos que porventura aparecerem. Nós, seres humanos, criamos diariamente várias dificuldades que nos impedem de cumprirmos a risca o manual da disciplina. Mas se conscientize de que nunca poderá ser cobrado de alguma coisa se você foi realmente dedicado e disciplinado à tarefa. Os elogios e o reconhecimento pelo seu empenho serão colocados à frente de uma forma bem prazerosa e geradora de satisfação pessoal.
Desenvolva suas atividades com afinco, prazo, capricho e tente alcançar a perfeição, por mais que saibamos que isso seja difícil. Porém, é aconselhado que nossas tarefas sejam feitas de forma impecável, merecedoras de admiração e que sirvam como referência para o futuro.
Essas dicas servem para todos os aspectos de sua vida, sejam pessoal ou profissional e podem ajudar aqueles que, de alguma forma, são “bombardeados” todos os dias por seus chefes ou colegas de equipe.
As suas qualidades latentes como honestidade, bom caráter, sinceridade e gentileza serão deslumbradas automaticamente, pois ninguém poderá contestá-las se não deixar rastros de sujeira ou indisciplina. Assim, ninguém deverá ir contra os fatos, muito menos questionar qualquer coisa. Agindo corretamente, nunca seremos julgados e condenados por algo que não cometemos.
Sendo direito e reto com sua empresa e vida pessoal, colherá frutos maduros rapidamente e sem precisar esperar muito tempo. Os resultados positivos costumam ser rápidos quando nos dedicamos com firmeza e disciplina. Precisamos doutrinar nossos pensamentos para que possamos trabalhar corretamente, sermos metódicos e nos capacitar para estruturar nossas vidas. Isso só ajudará para que os problemas sejam minimizados ou até mesmo evitados. Muito melhor retini-los a ter que resolvê-los em momentos de crise. Lembre-se de que quando eles aparecem, sempre vêm juntos, ou seja, reunidos em grupo - parece que combinam isso e podem ganhar uma força capaz de desestabilizar qualquer cabeça pseudo-equilibrada.
Sugiro que faça uma experiência. Comece hoje mesmo a praticá-la (a disciplina). Se permita esse teste, dedique-se, comprometa-se e recupere o tempo perdido. Dê início a essa reflexão e aplique-a de forma saudável a sua vida estipulando hora e dia para começar. Que seja hoje mesmo.

quinta-feira, 1 de julho de 2010

Gentileza gera gentileza

FRASE PARA REFLEXÃO


"A juventude me parece bem mais próxima agora do que quando eu era jovem."

Jorge Luis Borges

A PRINCIPIO - MARTHA MEDEIROS

De norte a sul, de leste a oeste, todo mundo quer ser feliz. Não é tarefa das mais fáceis. A princípio, bastaria ter saúde, dinheiro e amor, o que já é um pacote louvável, mas nossos desejos são ainda mais complexos.
Não basta que a gente esteja sem febre: queremos, além de saúde, ser magérrimos,sarados, irresistíveis.
Dinheiro? Não basta termos para pagar o aluguel, a comida e o cinema: queremos a piscina olímpica, a bolsa Louis Vitton e uma temporada num spa cinco estrelas.
E quanto ao amor? Ah, o amor... não basta termos alguém com quem podemos conversar, dividir uma pizza e fazer sexo de vez em quando.
Isso é pensar pequeno: queremos AMOR, todinho maiúsculo. Queremos estar visceralmente apaixonados, queremos ser surpreendidos por declarações e presentes inesperados, queremos jantar à luz de velas de segunda a domingo, queremos sexo selvagem e diário,queremos ser felizes assim e não de outro jeito.
É o que dá ver tanta televisão. Simplesmente esquecemos de tentar ser felizes de uma forma mais realista. Por que só podemos ser felizes formando um par e não como pares? Ter um parceiro constante, não é sinônimo de felicidade, a não ser que seja a felicidade de estar correspondendo a expectativas da sociedade, mas isso é outro assunto. Você pode ser feliz solteiro, feliz com uns romances ocasionais, feliz com parceiros, feliz sem nenhum. Não existe amor minúsculo, principalmente quando se trata de amor-próprio.
Dinheiro é uma benção. Quem tem, precisa aproveitá-lo, gastá-lo, usufruí-lo. Não perder tempo juntando, juntando, juntando. Apenas o suficiente para se sentir seguro, mas não aprisionado. E se a gente tem pouco, é com este pouco que vai tentar segurar a onda, buscando coisas que saiam de graça, como um pouco de humor, um pouco de fé e um pouco de criatividade.
Ser feliz de uma forma realista é fazer o possível e aceitar o improvável. Fazer exercícios sem almejar passarelas, trabalhar sem almejar o estrelato, amar sem almejar o eterno. Olhe para o relógio: hora de acordar. É importante pensar-se ao extremo, buscar lá dentro o que nos mobiliza, instiga e conduz mas sem exigir-se desumanamente. A vida não é um game onde só quem testa seus limites é que leva o prêmio. Não sejamos vítimas ingênuas desta tal competitividade. Se a meta está alta demais, reduza-a. Se você não está de acordo com as regras, demita-se. Invente seu próprio jogo.

Esse texto foi publicado originalmente na coluna "Almas Gêmeas" do Terra.