quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Transformando o Mundo Interior * Por Luiz Gabriel Tiago

Anos e anos se passam e nada muda, a não ser a sua vida que está cada vez mais sobrecarregada com o trabalho, os problemas familiares que não param de te atormentar e as dívidas que sempre aumentam. Além disso, não agüenta mais ser classificado como algoz das desgraças do mundo e ser pisoteado como um capacho doméstico.


Sempre foi passivo diante das pessoas e aceitou o que ditavam, tudo o que planejavam para sua vida e as conclusões que tiravam para seu comportamento e suas decisões. Ser complacente diante dessa situação incomoda muito, mas o único a determinar o curso de sua história é você mesmo. Ser o autor de seu próprio livro e ditar um manual próprio não é fácil, mas é uma forma humana de conquistar o domínio e expurgar o veneno aplicado por muitos em nossas entranhas.

É hora de mudar e tem que ser um movimento constante, sem vai-e-vem, um curso retilíneo que não te envolva a voltar atrás. Voila! “Nem pensar em deixar a vida te levar”, como diz o compositor. Se não existissem as trevas, que seria da luz? Se o futuro bate à sua porta, que dirá do presente?

Assim sendo e antes do amém, eis que surge alguém entorpecido dentro de você. E as promessas de uma nova era te consentem sonhar com a tranquilidade financeira e a sanidade de todos os problemas reservados. Você anuncia a si mesmo que tudo será diferente daqui para frente e que sua vida será transformada. Sua vida será alegre e leve, seus problemas serão resolvidos e todos te amarão – afinal, ninguém sobrevive sem o afeto.

E você, mais uma vez, tem a certeza de que sua diligência para fazer as coisas mudarem não será em vão e que, de uma vez por todas, seu futuro será atopetado de dinheiro, serenidade e saúde.

Busque a concordância interna e decida quem a sua volta fará parte desse círculo de bem estar. Selecione bem as pessoas fundamentais para essa transformação e legitime a sua vida ratificando que é capaz de sair do casulo e desbravar a realidade. Os filhos estão crescendo e sua conta bancária deve acompanhar essa cadência.

O dinheiro é muito importante para a concretização dos sonhos e pode ajudar bastante para a felicidade.

Não pense nele como algo nefasto. Determine que seja um elemento necessário para essa mutação e sem ele (o dinheiro) não é possível chegar muito longe. Fomos educados a temê-lo e não a adorá-lo. Esse tipo de idolatria não é a mesma coisa que fazemos a Deus e sim cultuá-lo com importância para sabermos administrar os momentos de crise e investir na cultura da solução e cura dos males.

Nesse instante mágico, se lembra daquelas viagens que sempre quis fazer, dos livros caros que deseja comprar, do carro novo que precisa, dos móveis que serão trocados e todas as contas em dia. Também vibra com a família em harmonia longe de intrigas e influências maléficas; sempre rodeado de amigos verdadeiros e pessoas sem interesse algum em te turbar ou querer desestruturar sua vida.

Ah... Como é bom andar de cabeça erguida sem se preocupar com que os outros pensam a seu respeito. Como é bom ser você mesmo! Finalmente poderá se preocupar com os seus sentimentos e cobiças, sem ser movido pelo que todos podem achar de suas decisões ou atitudes.

A liberdade enfim! Você abre os braços para o mundo e dá um grande abraço ao universo, à sua nova forma de encarar tudo, todos e à sua inteligência. Para um pouco para refletir e reafirma que você é uma pessoa sábia e como pode ter sido tão diferente do que é por tanto tempo. Como pode ter se agredido, violentado e violado seus conceitos, personalidade e caráter? Como pode ter sido tão covarde com a vida e se permitido sofrer e ser levado pelas pessoas?

Não. Definitivamente você não é mais essa pessoa. Acabou. Aliás, começou. Pensa que se o fim fosse tão ruim assim, não existiria o começo, ou o recomeço. A auto-chance de se permitir tentar novamente e errar, dane-se.

Pode até sentir raiva de si próprio, não faz mal algum. Converta esse sentimento em gana de vitória, ambição de uma vida melhor, sucesso e grandes realizações. Enumere suas estratégias e esmiúce as diretrizes para esses propósitos. Sinta a ira por um tempo, mas não deixe que se apodere de você. Antes ela do que a apatia, depressão ou inércia. Aliás, como existe gente inerte na vida; pessoas que esperam sentadas as coisas acontecerem e só se erguem para assistir a derrota dos outros, criticar e falar mal do que não lhe dizem respeito.

Seja você mesmo sempre. Seja gentil com seu coração e alma. A hora é sempre o agora, nunca deixe para depois a busca pela felicidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja bem vindo (a) ao Blog do Sr. Gentileza - 06 anos no ar!

Aqui também é casa de gente gentil. Leia, acompanhe, participe e deixe suas mensagens :-)

Sinta-se à vontade em compartilhar a prática da Gentileza na sua vida, no trabalho e na sociedade.

Abraços,

Sr. Gentileza

Obs: Suas mensagens são muito bem vindas, mas identifique-se. Os comentários anônimos não serão aceitos.