quarta-feira, 24 de março de 2010

INVISIBILIDADE IMAGINARIA


As vezes pensamos que nunca conseguimos realizar nossos desejos e duvidamos da nossa força interior. Sentimos, sofremos e não somos aptos a transformar as coisas a nosso favor. Seria ótimo manipularmos as situações e nos favorecer em tudo.
O desânimo bate e nos deparamos com a angústia e fraqueza. O sentimento que nos assola, a tristeza e a impotência em mudar as situações nos depravam e “empurram” nossa auto estima para baixo. A lei da gravidade existe e nos exige muito esforço (sobre)natural em nos reerguer e prosseguir a caminhada.
Pensamos: “Quero amar e ser correspondido”. “Sou competente e quero aquela vaga na empresa”. “Quero pagar minhas dívidas e viver tranquilamente”. Mas nem sempre isso é possível diante de tantas avalanches praticamente diárias em nossas vidas. Como recuperar e conquistar tudo isso? Sofrendo ou encarando com resignação os fatos? Será que ninguém nos enxerga?
Num bate-papo informal essa semana escutei uma pessoa me dzer que se sentia invisível ao mundo. “Ninguém me enxerga, parece que sou transparente”. Questionamentos difíceis de serem discutidos, mas com profunda exatidão e que nos remete à reflexão sobre alguns conceitos sobre paradigmas e tabus.
Esse texto não é de desânimo, pelo contrário. Intendo a corroborar para uma vida satisfatória e com alegrias. Sonhos e desejos se realizando e tudo o que tocamos virando ouro. Sei que é possível! O impossível é estarmos de braços cruzados esperando que tudo aconteça. O ato de agir simplesmente facilitará e mutará as possibilidades permitindo que o mundo enxergue aqueles que sonham.


LUIZ GABRIEL TIAGO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja bem vindo (a) ao Blog do Sr. Gentileza - 06 anos no ar!

Aqui também é casa de gente gentil. Leia, acompanhe, participe e deixe suas mensagens :-)

Sinta-se à vontade em compartilhar a prática da Gentileza na sua vida, no trabalho e na sociedade.

Abraços,

Sr. Gentileza

Obs: Suas mensagens são muito bem vindas, mas identifique-se. Os comentários anônimos não serão aceitos.